26.07.2017
Meio ambiente
Polícia Ambiental resgata 19 animais silvestres e fecha cativeiro em Embu
compartilhe
Da Redação do Portal O Taboanense

Uma operação da Polícia Militar do 3º pelotão da 2ª CIA do 1 BPAmb de Embu das Artes resgatou na terça-feira, dia 25, 19 animais silvestres, entre eles micos-leões-dourados, macacos-prego e saguis, em uma casa luxuosa afastada da região central. A ação faz parte do combate ao tráfico de animais silvestres no estado de São Paulo. Uma mulher foi detida no local e multada em R$ 34.5 mil, ela vai responder por manter, sem autorização, animais nativos em cativeiro e maus tratos.

Segundo a PM, os animais foram localizados a partir de denúncias anônimas. Na casa também foram apreendidos equipamento para microchipagem, notas fiscais falsificadas, viveiros adaptados e seringas para introduzir o chip nos animais como se fossem autorizados pelo Ibama.

Na ação,19 animais silvestres foram resgatados: dois micos-leões-dourados, dois macacos prego e 19 saguis | Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Agora a polícia investiga se o local funcionava como centro clandestino de distribuição de animais, e se os envolvidos fazem parte de uma rede de tráficos internacional de animais silvestres, que movimenta milhões em dinheiro no Brasil e no mundo. Estima-se que para cada animal retirado da natureza, oito morrem com os traficantes.

Na casa uma mulher foi detida. Ela foi multada em R$ 34.5 mil e vai responder por manter, sem autorização, animais nativos em cativeiro e maus tratos. Ela passou vários nomes de uma rede de contatos que será investigada. Há informações de que um macaco-prego é vendido a R$ 400, e um mico-leão-dourado ou macaco-prego podem ser comercializados por até R$ 8 mil no mercado negro.

Os animais foram encaminhados para o CRAS PET do Parque Ecológico do Tietê, onde  receberão tratamento e posteriormente serão reintegrados à natureza.

comentários
Seja o primeiro a comentar
deixe seu comentário
Aviso aos navegantes: os comentários são parte fundamental de qualquer site. Com eles, os internautas podem ampliar o debate, complementar as notícias publicadas e tecer críticas e elogios. Por isso não queremos transformar esse espaço em palanque, nem contra e nem a favor. Nós não publicamos comentários com palavrões ou agressões gratuitas, comentários fora do assunto ou com auto-propaganda ou propaganda de terceiros. O Portal O Taboanense reserva-se o direito de, independentemente de qualquer aviso ao autor, EXCLUIR qualquer comentário que, a seu exclusivo critério, considere ofensivo ao seu pessoal ou a qualquer terceiro, bem como a bloquear o acesso de qualquer usuário ao espaço de comentários, caso julgue necessário. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal O Taboanense. Os autores dos comentários são civil e criminalmente responsáveis por publicar qualquer conteúdo que viole a lei (incluindo crimes contra a honra, ameaça, preconceito e discriminação).
Por favor aguarde, enviando comentário.
Comentário enviado com sucesso. Obrigado.
oferecimento
  • publicidade
    Firme junto ao povo